Diodo Zener

Existem vários tipos de diodos com as mais diversas aplicações. O mais comum deles é o diodo retificador, que permite a passagem de corrente em apenas um sentido. Inicialmente os diodos zeners também operam desta forma, mas eles têm características singulares, que os tornam adequados para manter uma determinada tensão fixa em um circuito.

Sabemos que a tensão encontrada nas tomadas domésticas costuma apresentar variações. Por um outro lado os aparelhos eletrônicos precisam de tensões constantes para trabalharem adequadamente. Para manter a tensão constante nos circuitos eletrônicos existem alguns dispositivos, sendo o mais comum os diodos zeners. Em conjunto com outros componentes eles podem receber tensões que variam e "transformá-las" em um tensões constantes.

Funcionamento básico

Quando polarizado diretamente, um diodo zener conduz como um diodo retificador, ou seja a partir de aproximadamente 0,6V de tensão entre os seus terminais começa a haver a circulação de uma corrente. Nesta situação a tensão se estabiliza em aproximadamente 0,7V.

A grande diferença entre os diodos retificadores e os diodos zeners está na região de polarização negativa. Os diodos convencionais cuportam a tensão reversa até um determinado limite. Vale lembrar que, quando polarizado inversamente, um diodo não conduz. No entanto, quando chega ao limite de tensão reversa que o diodo suporta, o mesmo conduz de forma muito intensa e acaba logo se queimando quando chega na região de avalanche.

Os diodos zeners, quando são submetidos à polarização reversa, apresentam funcionamento semelhante, exceto pelo fato de não se queimarem. Quando conduzem reversamente eles ainda estão distante da tensão de ruptura.

Outra característica importante é que a tensão de condução reversa (tensão de zener) pode ser escolhida pelo fabricante, dependendo da dopagem aplicada.

Aplicações

Normalmente os diodos zeners são utilizados como referência de tensão em fontes de alimentação.
 
 
  Site Map